VÍDEO: Programe-se para curtir o final de semana em Bom Jardim da Serra

video:-programe-se-para-curtir-o-final-de-semana-em-bom-jardim-da-serra

Com 938 quilômetros quadrados repletos de cânions, cachoeiras, nascentes e campos nativos de araucária, Bom Jardim da Serra é conhecida como a porta de entrada da serra catarinense.

A imagem mostra a Serra do Rio do Rastro, no caminho para Bom Jardim da Serra

Vista aérea da Serra do Rio do Rastro, no caminho para Bom Jardim da Serra – Foto: Marcelo Feble

Encontra-se ao fim das peculiares curvas sinuosas da Serra do Rio do Rastro, o que torna o caminho até o município um espetáculo da natureza e uma incrível recepção dos moradores ilustres que compõem a fauna da região, como os quatis e as gralhas.

Considerada por muitos a “Patagônia brasileira”, a cidade faz jus ao seu nome, um jardim cheio de vida que encanta todos os sentidos. Por isso, que tal experimentar se hospedar na cidade e viver dias de descanso em contato direto com a natureza?

Confira a experiência completa no vídeo abaixo.


Experiências para curtir em Bom Jardim da Serra – Vídeo: Vídeo e edição: Marcelo Feble e Eduarda Rodrigues

No caminho até Bom Jardim da Serra, curta a estrada

Na viagem até Bom Jardim da Serra vale incluir no trajeto conhecer a Serra do Rio do Rastro: são 284 curvas acentuadas em um percurso de 25 quilômetros que leva os viajantes a uma altitude de mais de 1.400 metros ligando o Planalto Serrano com o Litoral de Santa Catarina.

Uma obra prima da engenharia com uma área rica em biodiversidade e extensa Mata Atlântica preservada. É uma coreografia harmoniosa entre o asfalto e as montanhas.

É possível fazer uma pausa no Mirante da Serra do Rio do Rastro (o mais conhecido), assim como o Mirante Serra Parque, que conta com trilhas, locais para piquenique, balanço do infinito e banheiros. O local cobra valor de entrada.

Refúgio de luxo: onde se hospedar em Bom Jardim da Serra

Rio do Rastro Eco Resort coleciona prêmio de turismo sustentável - Marcelo Feble

1
4

Rio do Rastro Eco Resort coleciona prêmio de turismo sustentável – Marcelo Feble

Vista do café no espaço do resort - Marcelo Feble

2
4

Vista do café no espaço do resort – Marcelo Feble

Rio do Rastro Eco Resort  conta com espaço para relaxamento - Marcelo Feble

3
4

Rio do Rastro Eco Resort conta com espaço para relaxamento – Marcelo Feble

Animais no resort dão a proximidade dos hóspedes com a natureza - Marcelo Feble

4
4

Animais no resort dão a proximidade dos hóspedes com a natureza – Marcelo Feble

Para curtir e descansar em Bom Jardim da Serra, onde as montanhas se erguem como guardiãs da serenidade, o destino é  o Rio do Rastro Eco Resort, um refúgio luxuoso imerso na natureza.

Este oásis de tranquilidade, que rendeu à cidade a premiação de turismo sustentável pelo concurso “TOP 100 Good Practice Stories”, acolhe aqueles que buscam paz, conforto e sustentabilidade.

Cada detalhe da arquitetura rústica do local, ecoconsciente e moderna, mescla organicamente com a paisagem exuberante ao redor. Os chalés, dispersos estrategicamente entre as árvores, oferecem vista para as montanhas, proporcionando uma sensação de privacidade e comunhão com o meio ambiente.

As amplas janelas panorâmicas convidam a luz suave do sol e as brisas frescas da Serra a entrarem, criando uma atmosfera reconfortante e luminosa.

A estrutura do hotel-fazenda é um convite para a contemplação, seja nas áreas de convivência — como nos lagos tranquilos e propícios para os passeios gratuitos de canoa e stand up paddle — seja na piscina de borda infinita, um verdadeiro espelho líquido que reflete a beleza do local.

As quatro trilhas da propriedade foram cuidadosamente desenhadas e pensadas para revelar os mirantes escondidos da região e guiam os exploradores por caminhos que destacam a diversidade da flora e fauna local.

Para somar aos dias de descanso, o Rio do Rastro Eco Resort, em Bom Jardim da Serra, oferece um espaço dedicado à saúde e ao relaxamento com tratamentos rejuvenescedores que integram terapias ancestrais e modernas.

Nas experiências do hotel-fazenda, as interações memoráveis do sunset e o café da manhã no Cânion da Ronda são o palco perfeito para um espetáculo natural, seja com a primeira luz do dia, seja com os raios dourados do entardecer.

A conexão com a essência selvagem é garantida para hóspedes do local com o contato com os animais graciosos, como as lhamas presentes na propriedade e os cavalos que estão disponíveis para cavalgadas no cânion com agendamento prévio.

Para quem tem animal de estimação, o local em Bom Jardim da Serra também é pet friendly, tanto para raças de pequeno quanto de grande porte, com uma taxa diária de R$ 250 por animal.

O Eco Resort também atrai os que procuram pela gastronomia refinada: o restaurante do hotel-fazenda possui um menu inspirado nos sabores da região, transformando cada refeição em uma jornada culinária, uma celebração de ingredientes frescos.

Os produtos utilizados são, sempre que possível, provenientes de fontes sustentáveis e de produtores locais, uma expressão do compromisso do resort com a comunidade.

O restaurante é aberto ao público e, para os hóspedes, o café da manhã no local está incluso na diária da hospedagem. A dica é se deliciar nos sabores típicos: o pudim de chia e a granola feita pelo chef com ingredientes escolhidos a dedo são ótimas apostas para a primeira refeição do dia.

Além de todas as comodidades, o resort se destaca por suas práticas sustentáveis. Comprometido com a preservação ambiental, incorpora tecnologias verdes em sua infraestrutura, promovendo a gestão responsável dos recursos naturais.

Na gastronomia em Bom Jardim da Serra, saiba onde provar o sabor da região

Ceviche com chips de batata doce servido no Jardim das Pedras  - Marcelo Feble

1
3

Ceviche com chips de batata doce servido no Jardim das Pedras – Marcelo Feble

Cordeiro com nhoque - Marcelo Feble

2
3

Cordeiro com nhoque – Marcelo Feble

Experiência ao ar livre no restaurante Jardim das Pedras - Marcelo Feble

3
3

Experiência ao ar livre no restaurante Jardim das Pedras – Marcelo Feble

Próximo do resort, para quem deseja aproveitar a cidade para além da hospedagem de luxo, é possível provar a gastronomia da Serra no Jardim das Pedras, um bistrô e wine bar que surpreende os paladares mais exigentes e está a apenas 14 quilômetros de distância do hotel–fazenda.

O menu, cuidadosamente elaborado pela chef Natália Mazoni, é uma jornada sensorial que se propõe a acolher uma audiência diversificada, desde aqueles com restrições alimentares, como vegetarianos e intolerantes à lactose e ao glúten, até os exploradores gastronômicos que desejam saborear a culinária serrana de maneira saudável e consciente.

A sazonalidade do cardápio, uma resposta atenta às mudanças climáticas, garante um mergulho gastronômico personalizado.

Para os apreciadores de vinhos de altitude, a adega do Jardim das Pedras reúne uma seleção diversificada de rótulos serranos, transformando a degustação guiada pelo sommelier Rafael Valentini em uma verdadeira jornada pelos vinhedos da região.

Visando amplificar os sentidos, o local possui propostas multissensoriais que se entrelaçam com a degustação. Um piquenique nos gramados da propriedade, com frios selecionados e pães frescos para harmonização, convida os visitantes a se entregarem aos prazeres simples da vida.

O sunset com marshmallow, uma fusão de influências locais e características típicas de outras regiões do mundo, promete uma explosão de sabores sob o entardecer.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.