Motorista de Porsche envolvido em acidente pagou mais de R$ 600 mil pelo carro e não tinha autorização para dirigir desde 2011, diz polícia


Rodrigo Rodrigues Andrade Chiatti foi indiciado por homicídio culposo. O passageiro Cayke Pelegrino Tavares, de 32 anos, morreu no acidente, em BH. Câmera de segurança registra momento do acidente com Porsche
O empresário Rodrigo Rodrigues Andrade Chiatti, motorista do Porsche envolvido em um acidente na Região Oeste de Belo Horizonte, na madrugada desta segunda-feira (11), pagou mais de R$ 600 mil pelo veículo, segundo a Polícia Civil. O passageiro Cayke Pelegrino Tavares, de 32 anos, morreu.
De acordo com a instituição, o carro é de 2016, mas foi comprado por Rodrigo Chiatti neste ano. Ele não tinha autorização para dirigir desde 2011, porque, enquanto estava com a carteira provisória, cometeu uma infração gravíssima.
“Trata-se de um empresário que adquiriu esse veículo por volta de abril ou maio deste ano, recentemente. Aparentemente, ele reside na Bahia, mas é daqui de Minas Gerais. Inclusive esse carro estava aqui, ficava na casa do pai dele. Possivelmente foi buscar o colega no aeroporto e, de lá, a gente ainda vai definir qual foi o trajeto utilizado e percorrido pelos dois”, informou o delegado Felype Utsch, da Polícia Civil de Minas Gerais.
Na tarde desta segunda-feira, a Polícia Civil informou que indiciou Rodrigo Chiatti por homicídio culposo. A pena deverá ser agravada pelo fato de ele estar com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada e por apresentar sinais de embriaguez, como falas desconexas e andar cambaleante.
FOTOS: Porshe fica destruído após bater em árvore em Belo Horizonte; passageiro morreu
Vídeos mostram momento do acidente com Porsche; velocímetro ficou cravado em 250 km/h
Vídeo mostra ocupantes do Porsche antes de acidente que destruiu carro de luxo; passageiro morreu
Motorista de Porsche é indiciado por homicídio culposo com agravante de embriaguez ao volante
O g1 não conseguiu falar com o motorista sobre o acidente.
O acidente
Porsche bateu em árvore na Avenida Barão Homem de Melo, em BH
Reprodução/TV Globo
Segundo o boletim de ocorrência, o carro descia a Avenida Barão Homem de Melo em alta velocidade quando colidiu com um poste da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e uma árvore (veja vídeo mais acima). O passageiro foi arremessado para fora do veículo e morreu na hora.
O velocímetro do Porsche ficou travado em 250 km/h, o que indica excesso de velocidade. O carro de luxo ficou destruído. Uma garrafa de uísque vazia foi encontrada a poucos metros do veículo.
Vídeos mais vistos no g1 Minas:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.