Sob repressão ao garimpo ilegal, trabalhadores buscam alternativas para sustento na Amazônia

A cidade de Manicóré tem sido cenário de operações da Polícia Federal com apoio do Ibama no combate ao garimpo ilegal. Sob repressão ao garimpo ilegal, trabalhadores buscam alternativas para sustento em região da Amazônia
A cidade de Manicóré tem sido cenário de operações da Polícia Federal com apoio do Ibama no combate ao garimpo ilegal. Em setembro deste ano, uma operação chamada Draga Zero destruiu 300 balsas em 12 dias.
O Profissão Repórter desta terça-feira (26) foi até a região para entender quais foram os impactos da repressão.
“Eu era professor, aí eu vi que não estava dando para sustentar minha família e resolvi montar uma balsa. Hoje em dia voltei pra faculdade de pedagogia porque hoje em dia o garimpo está demais, a gente não pode trabalhar direito por causa do que aconteceu com nós. Minha balsa foi queimada”, conta o garimpeiro Paulo Magalhães.
Garimpeiros trocam garimpo por seringal
Garimpeiros de região no Amazonas trocam garimpo por seringal
A reportagem também destacou quais trabalhadores que tentam alternativas para tirar sustento da floresta sem causar danos ao meio ambiente.
O programa participou de uma assembleia da Associação de Moradores Agroextrativistas do Lago do Capanã Grande, com cerca de 100 membros. Muito deles trocaram o garimpo pelo seringal.
“Nós merecemos um reforço para ajudar mais os seringueiros para eles preservarem mais a natureza, guardar mais nossa floresta que está tão linda do jeito que está”, ressalta Carlos Pacheco do Rego, vice-presidente da Associação Agroextrativistas de Capanã Grande.
Reginaldo Freitas é presidente da Associação. À reportagem, ele mostra a balsa que usava e hoje desmontada em um galpão na sua casa.
“Tudo isso aqui é muito dinheiro investido que agora a gente vê como lixo basicamente”, diz ele.
Veja a íntegra do programa abaixo:
Edição de 26/12/2023 – Amazônia sustentável
Confira as últimas reportagens do Profissão Repórter abaixo:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.