Só Seleção Brasileira? Punição da Fifa pode se estender a clubes brasileiros

so-selecao-brasileira?-punicao-da-fifa-pode-se-estender-a-clubes-brasileiros

A Fifa ameaçou excluir a Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 2026. Parece até ter uma data para isso. Tudo por conta de interferências da Justiça comum no processo eleitoral da entidade brasileira. Mas a punição pode se estender aos clubes.

Fifa não aceita afastamento de Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF

Fifa não aceita afastamento de Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF – Foto: Lucas Figueiredo/CBF/ND

Caso a Fifa decida punir o Brasil e excluir a Seleção Brasileira de competições internacionais, algo que incluiria a ausência na Copa do Mundo de 2026, a punição se estenderia a clubes brasileiros, com forte impacto.

MAIS! Vizinho de Messi ganha fortuna por causa do craque

Neste cenário, o pior possível, os clubes brasileiros não poderiam disputar a Copa Libertadores, a Copa Sul-Americana e nem o Mundial de Clubes da Fifa. Além disso, o Fluminense ficarfia impedido de disputar a final da Recopa Sul-Americana com a LDU.

MAIS! Ancelotti dá esperanças para Seleção Brasileira

Fifa alertou CBF

Fluminense pode ficar de fora da Libertadores – Foto: Divulgação

No começo da semana a Fifa enviou uma documentação oficial para a CBF afirmando que qualquer decisão sobre o processo eleitoral da entidade deve acontecer apenas após a visita dos membros da Fifa. Mas por enquanto a Justiça brasileira ainda não mudou nada em relação ao afastamento do presidente Ednaldo Rodrigues.

MAIS! Árbitro parte para cima de jogadores. VÍDEO!

Por uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, foi retirado do cargo. Para seu lugar foi nomeado provisoriamente um interventor, José Perdiz. O problema é que a Fifa não aceita a interferência do judiciário em decisões que envolvem o esporte. Salvo decisões da Justiça Desportiva.

O afastamento de Ednaldo se deve a eventuais irregularidades no processo eleitoral na CBF que o conduziu ao posto. O assunto vem sendo apurado, mas a Seleção Brasileira ligou o sinal de alerta sobre o tema.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.